Wikia

Brasil

Animais Pré-históricos na Amazônia

Discussão0
28 pages em
Este wiki

Preguiças Gigantes Editar

Preguiça Gigante
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

Também conhecida como megatério, que significa "grande mamífero", a preguiça gigante (Eremotherium laourillardi) era muito lenta e vivia em bando nas savanas e bordas das florestas, alimentando-se de folhas e brotos de árvores. Por medir , aproximadamente, três metros e pesar cinco toneladas, esse animal não subia em árvores. Segundo datações realizadas pelos paleontólogos a preguiça-gigante viveu entre 1.800.000 e 11 mil anos e foi extinta por ser presa fácil para os caçadores ágeis, que habitavam a região naquela época. Recentemente, no município de Itaituba, no Pará, foram encontrados fósseis de preguiças-gigantes de diferentes tamanhos, inclusive de uma recém-nascida.




Nome : Thiago Fernandes De Oliveira 

1° Trabalho 

EspinossauroEditar

Espinossauro
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

O espinossauro (Spinosaurus aegipticus) era um carnívoro bípede. Há indícios de que ele se alimentava de grandes peixes e não só de dinossauros. Com seus 15 a 18 metros de comprimento e seis metros de altura, pesava de seis a nove toneladas, superando o tiranossauro rex que, segundo estudos, podia alcançar 13 metros e pesar aproximadamente seis toneladas. O nome espinossauro quer dizer lagarto espinhoso, por causa dos grandes espinhos, recoberto de pele, localizados no seu dorso. Acredita-se que esses espinhos eram coloridos para chamar atenção das fêmeas de sua espécie. Foram descobertos dentes e vértebras de espinossauros no norte do Brasil e, também, na ilha de Cajual, no Maranhão

Mossassauros e PlesiossaurosEditar

Plessiossauro
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

Maiores predadores dos mares do seu tempo, os mossassauros e os plessiossauros eram répteis marinhos de grande porte que podiam alcançar sete metros de cumprimento. Lagarto carnívoro, o mossassauro alimentava-se de  tubarões, pequenos peixes e aves. O plessiossauro também se alimentava de peixes e possuía grandes nadadeiras e pescoço longo, sendo comparado ao monstro do lago Ness.Carnívoro,podeia chegar a 15 metros de comprimento.

PurussaurusEditar

Purussauro
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

Parente dos jacarés atuais o "Purussaurus brasiliensis" viveu há 8 milhões de anos na Amazônia. O nome faz referência aos fósseis desse animal encontrados no Rio Purus, no estado do Acre. Alcançava até quinze metros de comprimento. A título de comparação, o maior jacaré que vive hoje na Amazônia, o jacaré-açu (Melanosuchus niger), atinge, no máximo, seis metros de comprimento 

GliptodonteEditar

Gliptodonte
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

Parente do tatu, o gliptodonte (Glyptodon clavipes) tinha, aproximadamente, o tamanho de um fusca, cerca de três metros e meio de comprimento e pesava mais de uma tonelada. Seu corpo era revestido por uma carapaça, formada de placas de osso, e, pela sua forma, acredita-se que o animal tinha movimentos lentos e era herbívoro , ou seja, alimentava-se de vegetais .

MastodonteEditar

Mastodonte
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

Mamífero parente dos atuais elefantes, o mastodonte (Masthodon angustidens) tinha, aproximadamente, sete toneladas e três metros de altura. Suas presas de marfim chegavam a medir cinco metros de comprimento. Era herbívoro e se alimentava de vegetação macia, como folhas e ramos. Assim como a preguiça-gigante, o mastodonte foi muito perseguido pelos primeiros habitantes da américa.

CarcharodontossauroEditar

Carcharodontosauro
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

O carcharodontossauro (Carcharodontosaurus saharicus) foi um grande dinossauro carnívoro de 14 metros de comprimento. Tinha os dentes semelhantes aos do tubarão branco e desempenhava, na região, um papel parecido ao do tiranossauro rex na América do Norte: comia os grandes dinossauros herbívoros.

Peixe-boi marinhoEditar

Peixe-boi marinho atual
RickAlvinAdicionada por RickAlvin

O peixe-boi marinho (Dioplotherium allisoni) viveu há 23 milhões de anos no nordeste do Pará. Podia chegar a sete metros de comprimento, sendo muito maior do que os atuais peixes-boi (Trichechus inunguis), que podem atingir três metros.

ReferênciasEditar

  • Museu Paraense Emilio Goeldi
  • Bruce Leroy P. V.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória